CRISE E CARREIRA: O que fazer para atravessar esse período de turbulência

 

Ms.Rivalina M. M.Fernandes

          Ter segurança e previsibilidade no trabalho está cada vez mais difícil. Basta observar as milhares de demissões nos últimos meses por conta do desequilíbrio econômico por que passa o Brasil. Porém, enquanto todos comentam a crise econômica, é hora de avaliar o impacto que ela pode ter sobre sua carreira.

            Em primeiro lugar, nada de pânico. A crise não possui efeito direto no mercado de trabalho. Alguns profissionais sentirão mais impacto que outros. Tudo depende do setor em que atua e do cargo que ocupa. Uma coisa é certa: não condicione sua carreira ao momento da economia. Aja com cautela e não interrompa seus planos. As pessoas tendem a paralisar os projetos, o que é muito perigoso, mesmo porque a crise irá passar.

            Observa-se que a maioria das pessoas, mesmo não gostando da monotonia, busca por uma rotina que lhe dê segurança e o afaste do risco do desemprego. Isso a leva muitas vezes a abrir mão de uma carreira mais diversificada, deixando de procurar desafios e superação de obstáculos.

            As pessoas que não abrem mão de seus planos gostam de desafios e estão sempre testando suas capacidades para enfrentar problemas. Sucesso para elas significa transportar obstáculos ou superar adversários fortes. Geralmente são extremamente competitivas, assumem riscos e sabem lidar com frustrações.

            Reunimos algumas dicas para atravessar a fase da economia instável, com poucos impactos em sua carreira.

1.      Quem se encontra empregado, talvez seja melhor esperar antes de fazer um movimento de carreira.

2.      Informe-se, buscando identificar se a crise vai impactar sua carreira.

3.      Caso se encontre insatisfeito e deseja mudar de trabalho, obtenha o máximo de informação sobre a organização onde pretende ir.

4.      Aprenda a lidar com incertezas e frustrações, fazendo um plano financeiro para se manter equilibrado.

5.      Adaptabilidade e capacidade de concentração, geralmente ao ficarem muito preocupadas com a crise, as pessoas esquecem o seu foco.

6.      Tome uma ATITUDE: Invista no aprendizado. Aprender novas competências fará grande diferença.

Contate-nos

Nós não estamos online no momento. Mas você pode nos enviar um e-mail e nós vamos responder para você o mais rápido possível.

Não pode ser lido? Mude o texto. captcha txt

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar